População: 13.675 habitantes - segundo o último senso do IBGE.
Chegou a ter 30.000 habitantes no século XIX o que a fez ser a segunda maior cidade do estado.
Clima privilegiado em virtude das serras que a cercam. Água potável e cristalina é encontrada em abundância, o que a faz ser estância hidro-mineral, climática e turística.
Luis Castenho de Almeida rumo a Goiás passou pela nossa cidade em uma Bandeira de Preação em 1671 embora se saiba que também Bartolomeu Bueno de Siqueira em 1670 houvera passado por aqui em um itinerário muito semelhante. Ambos constataram a presença de indígenas existente por todo o vale, mas por falta de maiores dados, precisos e documentais os historiadores atribuem à Bandeira de Luis Castenho de Almeida que houvera aprisionado indígenas nessa região, integrando os mesmos a sua expedição rumo a Goiás, a primeira visita a estas terras.
A localização do vale era designada pelo rio que detinha uma quantidade considerável de inúmeros tamanduás, animais estes que os bandeirantes temiam. Saindo de São Paulo eles percorriam o sertão, buscando na preação do indígena o meio para sua subsistência.
Essa "vocação interiorana" era alimentada por uma série de condições geográficas, econômicas e sociais. Separada do litoral pela muralha da serra do Mar, São Paulo voltava-se para o sertão, cuja penetração era facilitada pela presença do rio Tietê e de seus afluentes que comunicavam os paulistas com o distante interior. Além disso, apesar de afastada dos principais centros mercantis, sua população crescera muito. É que boa parte dos habitantes de São Vicente haviam migrado para lá quando os canaviais plantados no litoral por Martim Afonso de Sousa entraram em decadência, já na segunda metade do século XVI, arruinando muitos fazendeiros.
Ligados a uma cultura de subsistência baseada no trabalho escravo dos índios, os paulistas começaram suas expedições de apresamento (ou preação) em 1562. As reduções organizadas pelos jesuítas no interior do continente foram, para os paulistas, um presente dos céus: reuniam milhares de índios adestrados na agricultura e nos trabalhos manuais, bem mais valiosos que os ferozes tapuias, de "língua travada".
No século XVII, o controle holandês sobre os mercados africanos, no período da ocupação do Nordeste, interrompeu o tráfico negreiro. Os colonos voltaram-se então para o trabalho indígena. Esse aumento da procura provocou uma elevação nos preços do escravo índio, considerado como "negro da terra", e que custava, em média, cinco vezes menos que os escravos africanos. O bandeirismo de preação tornou-se, assim, uma atividade altamente rendosa. Para os paulistas, atacar as reduções jesuíticas era a via mais fácil para o enriquecimento. Diante dos ataques, os jesuítas começaram a recuar para o interior e exigiram armas ao governo espanhol.
Temendo estes ataques surgiu aqui um povoado denominado "Cercado", lugar seguro que os bandeirantes podiam fazer paradas em suas expedições e como o próprio nome dizia, era um local cercado feito de troncos de madeira que mantinham os indígenas e os tamanduás a distância. E foi neste local de nome "Cercado" que Bartolomeu Bueno da Silva fez parada em 1722 em sua expedição de bandeira de prospecção que aqui passara em busca de pedras e metais preciosos.
Mais tarde passou a ser Sesmaria - terras arrendadas pela igreja e que preparavam os residentes (índios) para a colonização.
14 de maio de 1835 São Simão foi elevada à categoria de Capela.
8 de março de 1842 foi elevada a Freguesia.
22 de abril de 1865 foi criado o Município de São Simão.
12 de maio de 1877 é criada a Comarca de São Simão.
4 de março de 1895 São Simão foi elevada a categoria de Cidade.
São Simão teve o seu próprio Banco, como teve sua própria usina elétrica, suas estradas de ferro e sua empresa telefônica, São Simão teve no passado grandes homens com grandes iniciativas e atraiu inúmeros imigrantes como colonizadores:
Alemães - que trouxeram a fundição de metais a arquitetura e a engenharia de construção das casas, das quais muitas ainda permanecem de pé, como a Casa de Cultura Marcelo Grassmann que possui acervo valioso de gravuras do artista simonense, considerado como um dos melhores do mundo em sua técnica e o Teatro Carlos Gomes - com características de Teatro de Ópera, que abrigou inúmeras companhias de Ópera que por aqui se apresentavam freqüentemente.
Italianos - que vieram para trabalhar na lavoura do café, substituindo a mão escrava.
Ingleses - trouxeram centenas de utensílios e construíram as estradas de ferro que escoavam a safra do café. São Simão chegou a ter 4 ferrovias distintas.
Além destes, nossa cidade também recebeu Norte-americanos, Libaneses, Portugueses, Franceses e japoneses.
São Simão é também conhecida por ter sido o Berço da Proclamação da República, pois em 31 de janeiro de 1.888, a Câmara Municipal de São Simão, propunha a extinção da monarquia e anulava a formação do 3º império.
São Simão passou por três epidemias de febre amarela, 1.896/ 1.898/1.902 e por uma epidemia de varíola em 1.887. Esse advento, fez com que as sedes de fazenda e suas pequenas vilas de colonos, recebessem uma quantidade maior de moradores em sua redondeza, isso fez com que surgissem pequenas vilas que se transformaram mais tarde em Capelas.
São Simão tem muito orgulho, em poder ter dado vida a cidades de nossa região: Cravinhos, Santa Rosa de Viterbo, Serrana, Sertãozinho, Ribeirão Preto, Pontal, Dumond, Guatapará, Serra Azul, Barrinha, Santa Rita do Passa Quatro, Luiz Antônio.
São Simão tem história anterior ao século 18, temos no acervo do Museu Histórico e Cultural Simonense, administrado pela Fundação Cultural Simonense, fósseis que afirmam a existência de primitivos que habitavam esta região há cerca de 2.000 anos.
Este acervo foi considerado por Jacques Techié - uma das maiores autoridades em arqueologia no mundo, da faculdade de Dantérre na França, como o melhor da América Latina, pois possui artefatos das eras da Pedra Lascada, Pedra Polida e da Cerâmica, todos encontrados em nossa cidade e que causam enorme interesse entre estudiosos e estudantes, que freqüentemente o visitam em excursões.

CRONOLOGIA DA HISTÓRIA DA CIDADE
1.671
· Luis Castenho de Almeida rumo a Goiás passou pela nossa cidade em uma Bandeira de Preação, aprisionou indígenas os quais seguiram com o mesmo em sua expedição .

1.722
· E foi neste local de nome "Cercado" que Bartolomeu Bueno da Silva fez parada em 1722 em sua expedição de bandeira de prospecção que aqui passara em busca de pedras e metais preciosos.

1.809
· O Ouvidor Geral da Comarca determinava a numeração das casas para facilitar a cobrança dos impostos.

1.822
· 7 de setembro/ Proclamação da Independência.

1.830
· "Celestino" - nome da primeira pessoa batizada em nossa cidade, realizado pelo Padre Jeremias José Nogueira.

1.833
· Data aproximada dos primeiros cadáveres enterrados no primeiro cemitério oficial.

1.835
· 08 de abril/ Simão da Silva Teixeira recebe escritura de doação de terras para o patrimônio do Cartório de Juiz de Paz local ;
· 14 de maio/ São Simão passa à categoria de "Capela".

1.840
· Joaquim Pereira de Macedo é pioneiro no cultivo do café no município.

1.842
· 08 de março/ No Religioso, São Simão passa à categoria de "Freguesia" e torna-se "Paróquia", no civil, passa a Distrito, mas ainda pertencente à Casa Branca.

1.849
· 04 de outubro/ Morre Simão da Silva Teixeira com 80 anos.

1.850
· 10 de junho/ Criada a primeira escola "Uma Cadeira de Primeiras Letras para o Sexo Masculino".

1.865
· 22 de abril/ São Simão passa à categoria de "Vila".

1.866
· 7 de outubro/ Primeira eleição dos Vereadores ( 3.167 eleitores, mulheres não votavam nem os analfabetos - índice bastante elevado.

1.867
· 13 de novembro/ Instalada a primeira Câmara Municipal, Presidente - Cap. Gabriel de Sousa Diniz Junqueira.

1.869
· 08 de janeiro/ Criada a Agência do Correio em nossa cidade.

1.871
· 12 de abril/ A cidade de Ribeirão Preto separa-se de São Simão.

1.873
· 10 de fevereiro/ Fundada a Irmandade do Rosário.

1.887
· 12 de maio/ Criada a Comarca de São Simão.

1.882
· 16 de agosto/ Inauguração do trecho Casa Branca X São Simão da Companhia Mogyana de Estradas de Ferro e Navegação;
· 16 de agosto/ Chegada do Telégrafo Ferroviário.

1.884
· 29 de junho/ Circula o primeiro jornal do município - "Tamanduá".

1.885
· 06 de fevereiro/ É criado o Partido Republicano.

1.886
· 24 de junho/ Lançada a pedra fundamental da Nova Igreja Matriz;
· 24 de outubro/ A cidade recebe a visita do Imperador do Brasil - D. Pedro II.

1.887
· 09 de Setembro/ Epidemia de Varíola.

1.888
· Construção do "Teatro Grassmann".
· 31 de janeiro/ A Câmara de Vereadores aprova moção por maioria, propondo reforma constitucional, para a extinção do Regime Monárquico ( esta data passou a ser feriado municipal a partir de 1º de junho de 1.896 como lembrança dessa gloriosa data e como um respeito à aspiração republicana de São Simão);
· 18 de junho/ A cidade ganha iluminação noturna feita por 50 ( lampiões) combustores de querosene.

1.889
· 15 de novembro/ Proclamação da República.

1.890
· Fundada a Padaria Simonense.

1.891
· O Simonense Rodolfo Miranda é membro da Assembléia Constituinte que elaborou, aprovou e promulgou a Constituição de 1.891;
· 12 de fevereiro/ Instalada a "Cia Melhoramentos de São Simão".

1.892

· 03 de fevereiro/ Inauguração da Nova Igreja Matriz;
· 03 de fevereiro/ Criação da Irmandade "Apostolado da Oração";
· 16 de outubro/ A Cia. Melhoramentos de São Simão recebe permissão da Câmara de Vereadores para abastecer a Villa de água por meio de chafarizes e canalização para serviço domiciliar, para esgoto e abastecimento de luz elétrica.

1.893
· Fundação do "Grêmio Operário Simonense";
· outubro/ Chegada do Telégrafo Federal;

· Criação da "Societá Operaria Italiana de Beneficenza e Mutuo Socorro "Pátria Italiana".

1.894
· Inaugurada a Casa Mirra.

1.895
· 04 de março/ São Simão eleva-se à categoria de "Cidade".

1.896

· Início da Construção do Theatro Carlos Gomes;
· janeiro/ Primeira epidemia da Febre Amarela;
· março/ Henrique Grassmann já fabricava cerveja em pequena escala;
· 01 de maio/ Fundada a primeira loja maçonica - "Loja Estrela da Verdade";
· 21 de julho/ Inauguração do novo cemitério ( onde atualmente é o Bairro de Bento Quirino).

1.897
· 01 de maio/ Fim da série de crimes cometidos por Diogo da Silva Rocha (Figueira) - "Dioguinho";
· 03 de agosto/ "The San Paulo Coffee Estates Co.", compra do Conde de São Clemente um conjunto de fazendas, bem como a Estrada de Ferro São Clemente, que passou a chamar-se Estrada de Ferro San Paulo Coffee;
· 30 de outubro/ A Cia. Melhoramentos de São Simão é incorporada e muda de nome para Companhia Viação Férrea São Simão.

1.898
· Início da construção da Estrada de Ferro Santos Dumont;
· abril/ Segunda epidemia da Febre Amarela;
· 13 de novembro/ Inauguração do Altar-Mor da Igreja Matriz.

1.899
· Martin e Roberto Grassmann fabricam carroças, carrinhos, trolys, máquinas de secar e separar café e outros produtos em sua fundição de ferro e bronze.

1.900
· janeiro/ A "Empreza de Luz Elétrica da Cidade de São Simão" colocava a usina elétrica em funcionamento, e parte da cidade era iluminada a eletricidade a título precário.

1.901
· 08 de janeiro/ A Cia. Viação Férrea de São Simão é adquirida pelo Dr. Jorge Fairbanks e sua mulher e passa a se chamar Estrada de Ferro São Simão.

· Inauguração da Cadeia Nova.

1.902
· Fundação de Bento Quirino;

· janeiro/ Inauguração do prédio da estação de Bento Quirino;
· julho/ Terceira epidemia da Febre Amarela.

1.903
· 01 de janeiro/ A Banda de Música "Umberto Primo" inaugura seu novo uniforme.

1.904
· Duas Corporações Musicais a "Giuseppe Verdi" e a "Italo-Brasileira" apresentam-se freqüentemente em nossa cidade divertindo os moradores;
· Chegada do primeiro automóvel em nossa cidade;
· 17 de setembro/ Nasce o Jornal "O Trabalho";

· 16 de outubro/ Inaugurada a "Santa Casa de Misericórdia de São Simão".

1.905

· 22 de maio / Início das aulas do Grupo Escolar no prédio da Câmara Municipal;
· 24 de dezembro/ Lançada a pedra fundamental do prédio novo do Grupo Escolar.

1.906
· 11 de janeiro/ Organizada a Empreza Telephonica de São Simão;
· novembro/ A Estrada de Ferro São Simão foi incorporada e passa a se chamar Companhia Estrada de Ferro São Paulo e Minas.

1.907
· 26 de agosto / Início das aulas no prédio novo do Grupo Escolar;

· 12 de outubro/ Inauguração oficial do prédio novo do Grupo Escolar "Simão da Silva"- com o nome solicitado pela Câmara Municipal.

1.908
· O Theatro Carlos Gomes passa a se chamar Cine Theatro Carlos Gomes;
· 09 de setembro/ Criada a primeira escola primária do Bairro de Bento Quirino;
· 16 de outubro/ É criada o Tiro de Guerra de nossa cidade a "Linha de Tiro de São Simão".

1.909
· 24 de outubro/ Fundação do primeiro Banco em nossa cidade - Banco do Custeio Rural de São Simão.

1.910
· 20 de maio/ Fundado o Asylo para Orfans e Desamparadas pelo Dr. José Júlio Vianna Barbosa.

1.911
· 25 de março/ A cidade de Santa Rosa de Viterbo separa-se de São Simão.

1.912
· 26 de maio/ Fundada a "Pia União das Filhas de Maria".

1.913
· setembro/ Inauguração do "Pariz Cinema".
· 30 de novembro/ Funciona recebendo visitas a primeira fábrica de tecidos da cidade de propriedade de Martins Grassmann & Cia..

1.914
· 06 de fevereiro/ Falência do Banco do Custeio Rural de São Simão.

1.915
· Início do funcionamento da Agência Bancária Santa Clara.

1.917
· Inauguração do Cine Radium.

1.918
· 21 de abril/ Inauguração da Caixa Econômica do Estado de São Paulo;
· 25 e 26 de junho/ Uma geada muito intensa queima muitos milhares de pés de café, algodão, cana de açúcar e mamona;
· 24 de outubro/ Surgem os primeiros casos da Gripe Espanhola em nossa cidade
· Final de novembro e início de dezembro/ uma imensa nuvem de milhões e milhões de gafanhotos assolam o município.

1.919
· 13 de maio/ Reabertura do cemitério da cidade.

1.921
· 03 de julho/ Instalação da Escola de Datilografia -"Escola Remington', publicado no Jornal "O Trabalho" neste dia.

1.924
· A broca do café ataca o cafezal do município;
· novembro/ É criada a Guarda Noturna.

1.923
· O Banco Comercial do Estado de São Paulo S. A adquire a Agência Bancária Santa Clara;
· 15 de janeiro/ Lei Seca, proibindo a venda de bebidas em todo o município, aos domingos e feriados.

1.925
· Funcionamento da fábrica de canetas do Grupo Escolar, idéia do Diretor, Prof. Agenor Medeiros.

1.926
· Fechado o Cine Teatro Carlos Gomes para reforma;
· 21 de maio/ Inauguração do "Cinema Recreio" no Bairro de Bento Quirino;
· 30 de novembro / Inauguração do Gabinete Dentário do Grupo Escolar.

1.927
· A Fábrica de Canetas do Grupo Escolar produz 2.600 canetas por mês;
· fevereiro/ É fundada a Associação das Damas de Caridade;
· 22 de dezembro/ A cidade de Serra Azul separa-se de São Simão.

1.928

· 01 de fevereiro/ Criada a "Escola Normal Livre de São Simão ";
· 01 de fevereiro/ Criada a Escola Técnica de Comércio de São Simão.

1.929
· 15 de fevereiro/ Abertas as inscrições para o Primeiro Jardim da Infância;
· abril/ Funcionários da Estrada de Ferro São Paulo e Minas entram em greve por falta de pagamento;
· dezembro/ Falência da Estrada de Ferro São Paulo e Minas.

1.931
· 24 de junho/ Exibição do primeiro filme falado no Cine Teatro Carlos Gomes;
· agosto/ Surgimento do primeiro Centro Espírita "S. João Batista".

1.932
· 09 de julho/ Revolução de 1932;
· 12 de julho/ Alunos do Instituto Comercial organizam um comício e passeata pelas ruas da cidade;
· 13 de julho/ Promovido pela "Mulher Simonense", efetua-se uma imponente passeata cívica jamais vista em São Simão, tendo a participação das autoridades civis, religiosas e policiais;
· 15 de julho/ Diversas senhoras e senhoritas simonenses alistaram-se para formarem a "Cruz Vermelha Paulista";
· 09 de agosto/ Pela primeira vez era tocada e cantada a marcha dos voluntários simonenses "Marchai Paulistas" do Maestro Ovídio Ciciarelli e Octávio Médici;
· 20 de agosto/ No noturno da Cia. Mogiana, partia o "Batalhão São Simão" composto por 66 voluntários fardados e equipados. Quase o total da população foi à estação para a despedida.

1.933
· 10 de setembro/ Criação do Grêmio XX de Agosto.

1.934
· 01 de março/ Início do funcionamento do Ginásio Municipal anexo a Escola Normal Livre.

· 31 de outubro/ Inauguração do prédio novo do Clube Recreativo, no antigo prédio da Loja dos Grassmann.

1.936
· janeiro/ Fundação da "Congregação Mariana".

1.937
· 16 de outubro/ Instalação da primeira estação de Rádio Emissão.

1.939
· O Campo de Semente é contemplado com Diploma de Mérito em virtude da importância e valor dos trabalhos apresentados na Feira Mundial de Nova York.

1.942
· Surgia o "Serviço de Alto Falante de São Simão" com o prefixo de M-3;
· outubro/ É criado o Posto de Saúde".

1.943
· maio/ É fundada a Associação de Proteção à Maternidade e à Infância de São Simão".

1.945
· Inicia a extração de argila em nosso município;
· 27 de outubro/ Inauguração da Agência do Banco do Estado de São Paulo.

1.946
· junho/ É fundada a "Liga da Juventude Simonense";
· 18 de setembro/ A Constituição Federal determina Eleições diretas para Prefeitos.

1.947
· março/ Começa a funcionar provisoriamente o Rotary Club de São Simão, dura apenas 4 meses;
· 15 de novembro/ É eleito Prefeito nas primeiras eleições diretas Dr. Francisco Pereira Viana Sobrinho ( 3-1-1948/1951).

1.949

· 28 de outubro/ Inauguração do Banco do Comércio e Indústria de São Paulo S. A

1.950
· 01 de outubro/ Inauguração da Fonte Luminosa da Praça da República.


Foto: Manoel Luiz Vargas e Silva

1.952
· 30 de março/ Instalação da Escola Normal Municipal.

1.953
· 12 de abril/ Inauguração do Cine Teatro Quirinense;
· novembro/ É constituída a Sociedade Amigos de São Simão.

1.956
· 07 de maio/ É criada a Biblioteca Municipal;
· agosto/ Greve do leite, pecuaristas cortam o fornecimento de leite para a população;
· 13 de agosto/ É escolhida a frase "São Simão - Vale da Saúde" entre 237 outras, num concurso para destacar de maneira carinhosa nossa cidade das demais;
· 28 de outubro/ Primeira vez que é comemorada a data como sendo de aniversário da cidade, por instituição da Lei n.º 263 de 19 de junho de 1.959.

1.957
· junho/ Início da Construção do prédio do Ginásio Estadual "Cap. Virgílio Garcia";
· 28 de julho/ Montada e plantada no alto da serra , um Cruzeiro de madeira de 14 m de altura e 7,50m de braço.

1.958
· 30 de março/ Fundação da "Legião de Maria";
· 20 de maio/ Instalação da Escola Normal Oficial;
· 28 de outubro/ Inauguração do Parque Infantil "Benedito Mielli".

1.959

· 31 de maio/ Inauguração oficial do Prédio do Ginásio Estadual "Cap. Virgílio Garcia";

· 11 de agosto/ Inauguração do Cine Oásis.

1.960
· janeiro/A cidade de Luiz Antônio separa-se de São Simão.

1.961
· 03 de novembro/ O Posto de Saúde passa a funcionar em novo prédio à rua Quintino Bocaiúva;
· 12 de dezembro/ Fundada a Sociedade ' Obras de Assistência da Paróquia de São Simão".

1.962
· 12 de dezembro/ Inauguração da Escola de Iniciação Agrícola.

1.963
· 01 de maio/ É inaugurado no prédio da antiga Escola Normal Livre o Mercado Municipal.

1.964
· 02 de agosto/ Lançada a pedra fundamental da primeira estação da via sacra ao longo da subida do Morro do Cruzeiro.

1.965
· 04 de março/ No Bairro de Bento Quirino, o Colégio Comercial Santo Antônio inicia suas aulas;
· 22 de junho/ Fundada a Casa do Menor de São Simão;
· dezembro/ Volta a funcionar o Rotary Club de São Simão em caráter definitivo.

1.967
· 25 de fevereiro/ Padre Plínio Estanislau Sbenghen Toldo é o novo Vigário;
· 12 de setembro/ sai de São Simão o Troféu Gira Mundo do Rotary Club, levando o abraço fraterno dos rotarianos simonenses.

1.968
· 18 de agosto/ É formada a "Juventude Unida Simonense" a JUS;
· 27 de agosto/ É inaugurado o Hotel Municipal.

1.969
· 28 de novembro/ São Simão participa do Programa Sílvio Santos da TV Tupi Canal 4- "Cidade contra Cidade", perde para a cidade de Getulina.

1.970
· 17 de setembro/ Fundado o Lions Club de São Simão;
· outubro/ Formado o Conjunto Musical "Eles & Elas".

1.971
· Aberto o primeiro supermercado em nossa cidade o "Supermercado Carvalho".

1.972
· Fundação da Escola de Samba "Ouro e Prata";
· Realização do I Festival Simonense da Canção - FESICA pela Juventude Unida Simonense;
· 29 de janeiro/ Rompe a barragem do Náutico Club, o volume d'água destrói as pontes da cidade, restando apenas duas dando passagem na cidade: a da rua Avelino Pires de Oliveira e da rua Rodolfo Miranda;
· 27 de março/ Começa a funcionar o FUNRURAL;
· 23 de junho/ A Sociedade Obras de Assistência da Paróquia de São Simão passa a ser "Centro Promocional da Paróquia de São Simão";
· 02 de setembro/ Estréia do Conjunto "Amor e Som".

1.973
· maio/ Instalada a Indústria Têxtil "Vale da Saúde";
· 28 de outubro/ É inaugurado o Museu "Simão da Silva Teixeira";
· dezembro/ Cai o Cruzeiro do alto da serra, queimado e apodrecido.

1.974
· 28 de outubro/ Lançada a pedra fundamental de construção do novo Cruzeiro de concreto do alto da serra.

1.975
· 02 de fevereiro/ Consagração do altar da Igreja Matriz;
· março/ São Simão ganha gabinete dentário para atendimento aos pobres;

· 16 de março/ Suspensões em massa por disciplina no Colégio Estadual e Escola Normal Cap. Virgílio Garcia;
· 23 de março/ Vereador causa celeuma em entrevista dada ao Jornal O Diário de Rib. Preto, porque achava fazer-se um estudo sobre a possibilidade de se suspender em todo Estado, o funcionamento da TV no período das 20 às 23 horas;
· 26 de março/ Inaugurado o Ambulatório Médico;

· 13 de abril/ Iniciado a construção do Colégio Técnico Agrícola;
· 27 de abril/ Inauguração do Bosque Municipal;
· 08 de junho/ Antiga Padaria Simonense, se moderniza e reabre como Panificadora Puccini;
· julho/ 1º Torneio Leiteiro de São Simão;
· 12 de julho/ O Pres. Ernesto Geisel sanciona Lei que estipula remuneração de Vereadores;
· 20 de julho/ Início da X Semana do Estudante;
· 18 de agosto/ Reabre o Forum, após 6 meses de reforma;
· 27 de agosto/ Chegada do Fogo Simbólico da Pátria;
· 10 de outubro/ Inauguração do telefone automático;
· 25 de outubro/ Realização da I Exposição de Arte Simonense, realizada pela Comunidade de Jovens Cristãos.

1.976
· março/ Fausto Pires de Oliveira é eleito Personalidade do ano de 1975;
· 29 de maio/ Instalada a 4ª Cia. Militar;
· 10 de junho/ Morre Miguel Nayme;
· 01 de setembro/ Realização da 1ª FAIRE - Feira Agro-industrial Regional promovida pelo Lions Club;
· 16 de julho/ "Bagdá" vence o III Torneio de Inverno;
· 31 de agosto/ "Chaplin" é Bi campeã na XI Semana do Estudante;
· 15 de novembro/ Pe. Plínio Toldo é eleito Prefeito com 3.526 votos.

1.977
· 01 de maio/ Início das festividades do 1º Centenário da Comarca;
· 31 de julho/ Inauguração do Centro Cirúrgico da Santa Casa Local;
· 18 de setembro/ Comércio é obrigado a fechar nos domingos e feriados - Lei 728/77;
· 28 de outubro/ Loteria Federal sai com a estampa da Igreja Matriz;
· 30 de outubro/ Criação da Casa de Cultura "Marcelo Grassmann";
· 20 novembro/ Desapropriado o Teatro Carlos Gomes para reforma.

1.978

· 16 de março/ Tombamento da Casa de Cultura "Marcelo Grassmann";
· 23 de maio/ Inaugurada a nova sede da Caixa Econômica do estado;
· 08 de julho/ Inaugurada a nova sede da Companhia Paulista de Força e Luz;
· 03 de setembro/ Chaffy Jorge recebe título de "Cidadão Simonense".

1.979
· 09 de fevereiro/ O Líder Clube lança o seu plano diretor "Planificação 80";
· março/ O sucesso da Discotheque Mamut's, atrai dezenas e dezenas de jovens de todo o Estado;
· 03 de março/ Inauguração da Casa de Cultura "Marcelo Grassmann";
· 27 de maio/ Recreasta Clube inaugura iluminação dos refletores do campo de futebol;
· 25 de maio/ Os proprietários do Cine Oásis, mais uma vez o ameaçam fechar;
· junho/ Aprovada a Lei que preserva as Serras de São Simão de autoria do Vereador Darcy Pedro;
· julho/ Inauguração da Quitandinha Cuca Fresca;
· agosto/ Morre Joaquim Procópio de Araújo Carvalho - Zotinho;
· 17 de setembro/ O Jornal "O Trabalho" comemora 75 anos - Jubileu de Diamantes;
· 06 de dezembro/ Inauguração do prédio do Serviço Social Municipal o 1.000.000 consumidor da C.P.F.L.;
· dezembro/ É criado o Grupo Teatral "Flicts".

1.980
· março/ A Minalice exporta água mineral para a Nigéria;
· 23 de abril/ Inaugurada as novas instalações do Banespa;
· 20 de setembro/ Realização da I Semana Cultural "Marcelo Grassmann";
· 10 de dezembro/ Morre Pe. Achiles - Vigário da Paróquia de Santo Antônio.

1.981
· De acordo com o nosso Censo do IBGE, São Simão tem 10.817 habitantes;
· 18 de março/ Criada a Agência do Banco do Brasil;
· 25 de abril/ Inauguração do Jardim das Américas;
· 02 de setembro/ Inauguração do Centro Poliesportivo e de Lazer "Mauro Furlan";
· 28 de outubro/ Inauguração do Centro de Saúde;
· 28 de outubro/ Inauguração e Instalação da Agência do Banco do Brasil.

1.982
· 19 de janeiro/ Criado o Corpo de Baile "Trem Azul";
· 02 de fevereiro/ Inauguração da Escola Estadual "Jardim das Américas";
· 27 de fevereiro/ Inauguração da STYROCORTE - a primeira indústria do Parque Industrial;
· 27 de junho/ Inauguração do Jardim Cava do Bosque;
· 15 de novembro/ Samir Geraigire é eleito Prefeito com 2.019 votos;
· novembro/ A E.E.P.S.G. "Cap. Virgílio Garcia" participa do Programa "É Proibido Colar!" da TV Cultura de São Paulo comandado por Antônio Fagundes e Clarisse Abujamra.

1.983

· 30 de janeiro/ Inauguração do Cruzeiro do alto da serra;
· 25 de março/ É fechada em nosso município a Coletoria Federal;
· junho/ O Cine Oásis é fechado.

1.984
· 17 de janeiro/ Realizada a I Semana "Elis Regina";
· 26 de fevereiro/ É fechado o "Grêmio Operário São Simonense";
· 27 de fevereiro/ Protesto no enterro do Jovem Antônio Roberto Fachioli morto por um P.M.;
· 27 de março/ Grupo Teatral "Flicts" e Corpo de Baile "Trem Azul", recebem autorização para ensaios e apresentações no Teatro Carlos Gomes;
· junho/ A Empresa ICOB remete a primeira remessa de exportação de bebidas para países europeus;
· junho/ A Artista plástica Maria de Lourdes M.G.Tudisco (Lé) é premiada em vários Salões de Arte do país;
· 29 de maio/ Realização do II Concurso de Poesias da Biblioteca Municipal;
· 05 de setembro/ O Colégio Técnico Agrícola participa da 1ª Agro-olimpíada do Estado de São Paulo em Pres. Prudente - SP;
· 09 de outubro/ Segundo teste de iluminação do Cruzeiro;
· 20 de outubro/ Apresentação do Grupo de Teatro do Colégio Técnico Agrícola no XVII Festival de Teatro Amador do Estado de São Paulo;
· 02 de novembro/ A artista plástica Zoca, mostra a exposição "Os Casarões de São Simão";
· 06 de dezembro/ Olívio Cerruti expõe no 3º Salão de Belas Artes em Rib. Preto;
· Dezembro/ Andréia Maria Scarso Vilela recebe vários prêmios em importantes Salões de Arte do Estado.

1.985
· 12 de janeiro/ O Grupo "Marca Registrada" e Neusa Ap. do Carmo, animam inesquecível Baile na Praínha do Tamanduá na Semana Elis Regina;
· projeto de loteamento da Granja São Luis - Projeto João de Barro, destaca São Simão nacionalmente;
· fevereiro/ Super Som NT anima o carnaval do Recreasta Clube;
· 30 de março/ Inauguração do Supermercado Carvalho, o maior supermercado da micro região de São Simão;
· 08 de maio/ Simonenses expõe artesanato no Anhembi em São Paulo;
· 12 de julho/ Inauguração da "Soft Dance";
· 11 de setembro/ Greve fecha Bancos em São Simão;
· 04 de outubro/ Alaur da Matta expõe Arte em Madeira na Estação Cultural de Santa Rosa de Viterbo.

1.986
· 11 de setembro/ Greve parcial dos bancários;
· dezembro/ População descontente com os serviços da "Cisne Real";
· 18 de dezembro/ Inauguração do Jardim São Luis.

1.987
· janeiro/ Filas nos açougues para conseguir carne que desapareceu por causa do ágio;
· 13 de maio/ É criado o Movimento Negro Simonense;
· 29 de maio/ Movimento Negro quer a reabertura do Grêmio Operário;
· 30 de maio/ Neuza do Carmo é atração na lanchonete da rodoviária;
· junho/ crise na E.E.P.G. "Simão da Silva";
· 11 de julho/ Inauguração do Jardim dos Imigrantes;
· 19 de julho/ População insatisfeita com os serviços da Rápido D'oeste exigem atitudes da empresa;
· julho/ Interferência provoca defeito nas TVs de São Simão;
· 22 de agosto/ Morre o artista Olívio Cerruti;
· 27 de outubro/ 1ª Retreta da Banda Ovídio Ciciarelli;
· 28 de outubro/ Estrada São Simão X Serra Azul é inaugurada pela 2ª vez.

1.988
· 11 de fevereiro/ Escolas Estaduais entram em greve;
· 01 de março/ Escola Técnica de Comércio completa 60 anos;
· 01 de abril/ Reaberto o Cine Oásis depois de 4 anos;
· abril/ Bento Quirino faz abaixo-assinado pela sua emancipação;
· maio/ E.E.P.S.G. "Cap. Virgílio Garcia" enfrenta dificuldades para manter o PROFIC;
· 01 de agosto/ É desativada a agência do IBGE;

· 27 de outubro/ Inauguração do Museu Histórico Simonense;
· 15 de novembro/ Pe. Plínio Toldo vence as eleições com 2.928 votos;
· 15 de novembro/ Dulce M. Bernardes Furtado é a primeira Vereadora de São Simão.

1.989
· 04 de março/ Fundado o Grupo de Alcóolicos Anônimos em Bento Quirino;
· 29 de abril/ Mutuários recebem suas casas no Jardim Brasil;
· junho/ Fundação do Sindicato dos Trabalhadores em Serviço Público Municipal de São Simão;
· 27 de agosto/ Morre Toninho Montanha;
· 24 de novembro/ Morre Chaffy Jorge.

1.990
· janeiro/ I Jogos Integrados Simonenses;
· dezembro/ I Festival de Dança Clássica e Jazz da Academia Corpo e Movimento;

1.991
· 14 de janeiro/ Começa a funcionar os ônibus urbanos;
· fevereiro/ É realizado pela 1ª vez o Carnaval de Rua;
· 04 de março/ Caixa Econômica Federal inaugura dependências;
· 03 de agosto/ Alcione Borges representa o Estado do Piauí no Concurso Miss Brasil/91;
· 15 de agosto/ Ginastas Russos se apresentam na cidade;
· 27 de outubro/ inaugurada as novas instalações da Guarda Municipal;
· 27 de outubro/ Inauguração da Unidade Básica de Saúde "Dr. José Alcides de Brito" em Bento Quirino;
· 21 novembro/ Inauguração do Centro Comunitário da Vila Monteiro "Antônio da Silva Ferreira".

1.992
· fevereiro/ O Bloco "Século XX" é Bi-campeão do Carnaval ;
· 06 de junho/ O artista simonense João Roberto de Souza participa da Conferência das Nações Unidas Sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento - a ECO 92 no Rio de Janeiro;
· 04 de dezembro/ Morreu o Prof. Jäcomo Antônio Copello;
· 11 de dezembro/ O artista simonense João Roberto de Souza comemora 20 anos de teatro e dança;
· 20 de dezembro/ Entrega do Conjunto Habitacional "João Furtado";
· 31 de dezembro/ Inauguração do Centro de Convivência da terceira idade "Irineu Quartarolla".

1.993
· 24 de janeiro/ Morreu Fausto Pires de Oliveira;
· 01 de abril/ Morreu Elias João Jorge;
· junho/ Água Minalice volta ao mercado;
· 05 de julho/ Bradesco inaugura agência na cidade;
· julho/ O Leite "Lilian" - novo produto simonense no mercado
· 03 de julho/ Estréia do São Simão Patins Club;
· 26 de setembro/ A Campanha Nacional de Combate à Miséria e a Fome em Favor da Vida, chega até nossa cidade através do espetáculo "Miserere" apresentado na Igreja Matriz com arrecadação de alimentos;
· outubro/ A dupla Daniel e Fernandinho gravam o seu primeiro LP;
· 18 de dezembro/ Morreu Benedito Mielli;
· dezembro/ O IBAMA faz vistoria no Bosque Municipal.

1.994
· 22 de abril/ III Festival Estudantil de Teatro;
· 27 de maio/ Visita da imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida;
· 21 de outubro/ Empossada nova diretoria do Grupo Renascer da Terceira Idade.

1.995
· setembro/ Greve dos Médicos e Dentistas dos Postos de Saúde;
· 17 de dezembro/ Inauguração do Pavilhão do Lar Vicentino.

1.996
· janeiro/ População se mobiliza contra abusos na cobrança das taxas municipais;
· 27 de abril/ Inauguração do Centro Integrado de Lazer anexo à Praça da República;
· 30 de abril/ Sídio Augusto de Souza recebe Título de Cidadão Simonense;
· 10 de maio / O artista simonense João Roberto de Souza é destaque no 1. Uni Modern Dance Festival na Alemanha;
· 14 de maio/ O Bosque Municipal perde seus animais, que são recolhidos pelo IBAMA;
· 30 de maio/ Garage Vídeo Ganha prêmio Nacional da Abril Vídeo;

· 06 de julho/ Capela de São Sebastião é reaberta;
· julho/ Veteranos da AE.Q. brilham na Europa;
· 12 de setembro/ Realização da 2ª Festa do Peão;
· 15 de outubro/ Dr. Joaquim Graciano Madruga é eleito Prefeito com 5.558 votos;
· 03 de dezembro/ Pe. Plínio Toldo recebe nota 10 em tese de doutorado;
· dezembro/ População invade casas do C.D.H.U. antes do sorteio das mesmas;

1.997
· 01 de fevereiro/ As casas do C.D.H.U. são sorteadas com a presença do Governador;
· fevereiro/ Escola de Samba Ouro e Prata faz 25 anos de fundação;


Foto: Jornal Nosso Vale

· 11 de fevereiro/ 6.000 pessoas no Carnaval de Rua;
· 27 de fevereiro/ É criada a Ogawa Butoh Center;
· 28 de fevereiro/ Inauguração do Serviço Móvel Celular;
· março/ Banco do Brasil inaugura seu Caixa Eletrônico 24 horas;
· 19 de abril/ 5º Encontro de Companhias de Reis,
· 25 de maio/ Realizado Forum Regional de Política Cultural;
· 01 de junho/ Morre Pe. Plínio Toldo;
· junho/ Trabalho desenvolvido na Terceira Idade tem repercussão nacional;
· 17 de julho/ Delirivm Teatro de Dança é destaque no maior Festival de Dança do Mundo;
· 21 de julho/ O artista simonense João Roberto de Souza ganha 1º Lugar, seu 8º prêmio no Festival de Dança de Joinville;
· 24 de julho/ AZet Dance Cia. da Alemanha vem por intermédio do Ogawa Butoh Center se apresentar na Weindorf - A Festa do Vinho;
· 27 de julho/ Weindorf - A Festa do Vinho termina com saldo positivo, conseguiu unir a comunidade como nos bons tempos;
· 24 de agosto/ Grupo Matina é o grande vencedor do VI FESITE - Festival Simonense de Teatro;
· 19 de setembro/ É realizado o Butoh Inside Movement Series - 1997, como parte da programação da XVIII Semana Cultural "Marcelo Grassmann"
· 13 de outubro/ Prefeitura Decreta "Economia de Guerra".

SIMONENSES ILUSTRES


PLÍNIO ESTANISLAU SBEGHEN TOLDO

Nasceu em Sarandi, no Rio Grande do Sul, em 18 de Novembro de 1937, sob o nome de Plínio Estanislau Sbeghen Toldo.
Filho de Paulo Toldo e Rosa Sbeghen Toldo.
Fez seu curso primário e ginasial em Erechim-RS, sendo feito o Colegial já no Seminário.
Sua Ordenação Sacerdotal ocorreu em 20 de dezembro de 1964, vindo para a Paróquia de São Simão e Santo Antonio de Pádua em Bento Quirino em Fevereiro de 1964, onde permaneceu por 32 anos.
Além de Pároco, foi professor de Matemática, História e disciplinas do Curso Noturno em duas escolas do Estado, a saber: EEPSG "Capitão Virgílio Garcia" EESG "Professor Francisco dos Santos” (Agrícola).
Foi também Professor Universitário na UNAERP.
Foi eleito Prefeito Municipal com 75% dos votos, para o período de 1977 a 1983, concorrendo com outros cinco candidatos e sendo reeleito em 15 de Novembro de 1988. Destacou-se por sua honestidade, empenho e dedicação por uma cidade que o adotou e foi adotada por ele.
Teatro Municipal Carlos Gomes, Casa de Cultura Marcelo Grassmann, Poli Esportivo Mauro Furlan, Distrito Industrial, Bairro Jardim das Américas, e instituiu a Bandeira e o Brasão de nossa cidade, entre as inumeráveis obras realizadas. Tinha Cursos de: Pedagogia, Matemática, Filosofia, Teologia e Pós-Graduação em Filosofia pela PUC- SP.
Faleceu em 31 de Maio de 1997, aos 59 anos de idade, em um acidente de trânsito, próximo a Paços de Caldas-MG.


MARCELO GRASSMANN

O artista, nascido em São Simão em 27 de setembro de 1925, foi para a capital com 7 anos. Seu pai, de ascendência alemã, era mecânico. Em São Paulo, Grassmann fez o curso primário e completou seus estudos numa escola técnica onde aprendeu fundição, solda e se especializou em fazer entalhes na madeira. Mas a indústria de móveis não contratava quem fazia peças únicas. Foram seus colegas nessa escola três artistas plásticos que também tiveram notável desempenho: Flávio Shiró Tanaka, Otávio Araújo e Luiz Sacilotto. O jovem Grassmann descobriu que suas habilidades de entalhador eram úteis para produzir xilogravuras. Fez uma série delas, revelando desde o início uma inclinação para o fantástico, para a criação de seres insólitos e para uma obsessiva busca do esmero técnico, do bem fazer aliado ao fazer bem-feito.
Morreu em 21 de junho de 2013, aos 88 anos, de falência múltipla dos órgãos após ter sido internado com um quadro de pneumonia por dez dias no Hospital Samaritano em São Paulo. Foi cremado em cerimônia no Cemitério da Vila Alpina na zona leste da cidade.


Marcelo Grassmann
Auto-retrato
carvão s/ papel umedecido com cola
1946
38,2 X 28 cm


SÍDIO AUGUSTO DE SOUZA

Nascido em Pirassununga a 12 de setembro de 1921, filho de Maria da Glória e José Augusto de Souza. Um dos filhos de uma grande família era irmão de Carlos Augusto de Souza, Olga de Souza Krempel, José Augusto de Souza, Genésio Augusto de Souza, entre outros.
Foi locutor de rádio, declamava poesias caipiras como ninguém.
Em1948 mudou-se para São Simão-SP casando-se com Domingas Rodrigues com quem teve dois filhos. Ficou viúvo em 1951, e em 1955 casou-se novamente, teve seis filhos com Elsa Benedicta Pereira de Souza com quem permaneceu casado.
Foi Oficial de Justiça da Comarca de São Simão-SP de 1951 até sua aposentadoria em 1987, cidadão benévolo, dono de uma dicção impecável e um estilo inconfundível. Trabalhou na M3 - Serviço de Alto Falantes da Praça da República animando as famílias, casais e apaixonados, com um vasto acervo de discos de músicas de sucesso como Vicente Celestino, Tunico e Tinoco, Jovem Guarda, entre outros. Era o locutor oficial das quermesses beneficentes de São Simão e das fazendas da redondeza, locutor do Serviço de utilidade pública e falecimentos do Serviço de Alto Falantes da Igreja Matriz, locutor de leilões e bingos.
Participou de inúmeros festivais culturais no Theatro Carlos Gomes, participou como convidado em diversas encenações dramáticas, comédias em vários circos que passaram por São Simão e Pirassununga. No circo, também foi palhaço, tendo um personagem bastante querido pelas crianças. Representou Simão da Silva Teixeira, o fundador da cidade de São Simão no Programa Silvio Santos Cidade X Cidade na antiga TV Tupi.
Em 1998 recebeu o título de Cidadão Simonense.
Sídio Augusto de Souza faleceu dia 03 de novembro de 2005 no Hospital das Clínicas em Ribeirão Preto e foi sepultado em São Simão.



ANTONIO CARLOS MONTANHA (TONINHO MONTANHA)

Nasceu em São Simão em 15 de maio de 1949. Neto de João Montanha e Creofina Alcrane Montanha, Paulino Baccan e Antonina Baccan. Naturais da Itália chegaram a São Simão aproximadamente no ano de 1895, filho de Sérgio Montanha e Paulina Baccan Montanha (Falecidos) que tiveram cinco filhos: Toninho Montanha, Maria Dirce(falecida) casada com Arthur Bernardes, Lairce casada com Pedro Sansone, Maria Helena Casada com Luiz Celso L. machado e Elza casada com José Tagliari.
Toninho, como era conhecido por todos, trabalhou na Prefeitura Municipal de São Simão por mais de 15 anos. Cuidava da limpeza e conservação dos imóveis: Casa da Cultura Marcelo Grassmann e do Theatro Carlos Gomes. Imóveis sempre impecáveis pela limpeza; exercia essa profissão com muito amor, viveu com todos os seus amigos de trabalho e fora com muita dignidade, sempre respeitando e amando a todos com gestos de bondade sincera. Nas horas de folga, ajudava no Hotel São Simão, onde foi muito estimado pelo Sr. Alberto e D. Gertrudes(proprietários) e pela gerente Maria José Chain e funcionários . Durante a sua caminhada, amou seus vizinhos, flores, sendo que possuía 100 vasos de violeta e muitas outras variedades e animais (gatos e cachorros), morava a Rua Rui Barbosa nº 368. Outra paixão foi o carnaval, ele foi um dos fundadores da Escola de Samba Ouro e Prata, fazia parte do bloco e foliões da festa, participando ativamente indo de casa em casa pedir doações para ajudar na confecção das fantasias. A cada ano, apresentava uma fantasia nova, nos desfiles e de gala, prestigiando com sua alegria e criatividade. Adoeceu em julho de 1988, onde foi submetido à cirurgia e fazendo tratamento, e vivei por mais de um ano e meio, vindo a falecer no dia 27 de agosto de 1989, com 41 anos de idade. Deixou um grande exemplo de com viver com dignidade e muitas saudades para todos os seus familiares e todos que o conheceram.
(Jornal Macanudo – edição 19 – 18 de julho de 2009.)


ZILDA PEREIRA PORTUGAL

Nascida em são simão - SP, em 5 de março de 1917.
Zilda Pereira Portugal é conhecida como a grande dama dos festivais artísticos de nossa cidade, pois há muitos anos trabalhou para o crescimento cultural de São Simão.
Sempre foi uma abnegada colaboradora dentro da comunidade simonense, seguindo a máxima “fazer o bem sem olhar a quem”.
Participou em inúmeros eventos da Igreja Matriz, à época do Pároco Gilberto Maria Delfino, dando atenção ao Coral da Igreja Matriz, à Casa Paroquial, às quermesses, além de participar do Coral Simonense e do Coral da Secretaria da Fazenda de Ribeirão Preto.
Quando da participação de São Simão no Programa Silvio Santos - Cidade X Cidade em 1969, com sua habilidade na costura ela foi peça principal e fundamental que criou, desenvolveu e produziu todos os mais de oitenta trajes apresentados e os figurinos de Prêt-à-porter que ainda hoje figuram na lembrança dos que estiveram presentes ao programa. Sem contar que, graças aos seus dotes artísticos sempre esteve a frente na preparação das peças, danças, coral e realizando os ensaios necessários. A nossa cidade competia contra a cidade de Getulina, e havia uma prova em que apresentávamos a história de São Simão, desde o tempo do império até os anos de 69. O empenho de Dna. Zilda dobrou madrugadas para a confecção de todas as peças dos vestuários, desde os trajes históricos com perucas, aos trajes que ilustravam os produtos da cidade bordados inteiramente com grãos de milho, penas, pastilhas. Um trabalho de esmero, dedicação e amor pela nossa cidade.
O “Número Livre” mostrou “A Conquista Espacial”, um bailado emocionante que trazia uma mensagem comovente, com os lindos trajes que as moças usavam. Uma imagem que ficou gravada na memória de todos que assistiram ao vivo ou através as TVs preto e branco.
Dna Zilda também colaborou intensamente no reerguimento da Escola de Samba “Ouro e Prata”, confeccionando todos os trajes, masculinos e femininos dos seus integrantes. Em reconhecimento foi homenageada como a madrinha da Escola de samba.
Também teve participação ativa na comemoração do Centenário da Comarca em 1977 quando era Juiz local o Dr. Nilton Messias de Almeida.
Revelou muitos jovens para as artes, através dos festivais que realizava e apresentava em nosso município onde criou mais de uma centena de coreografias e figurinos para tantos eventos e ocasiões festivas.
Foi homenageada com o seu nome o Grupo Folclórico Zilda Pereira Portugal, projeto da Ogawa Butoh Center em 1998. No alto da escadaria da Igreja Matriz ainda perdura no piso os desenhos que a artista criou para a paróquia que tanto se dedicou com muito amor.
Dna Zilda faleceu em nossa cidade em 06 de março de 2006.

Population: 13.675 inhabitants - according to the last research of IBGE. It had 30.000 inhabitants in the century XIX that became the second largest city of the state.
Privileged climate by virtue of the mountains that surround. Drinking water and crystalline it is found abundantly, emerging as hidro-mineral, climatic and touristic place.
Sesmaria - lands leased by the church and that prepared the residents (Indians) for the colonization.
They are Simão had the own Bank, own electric plant, railroads and phone company, São Simão had in the past great men with great initiatives and it attracted countless immigrants as settlers:
German - that brought the foundry of metals the architecture and the engineering of construction of the houses, of the which many of these houses still exist nowadays, as the House of Culture Marcelo Grassmann that possesses valuable collection of engravings of the artist yhat had born in São Simão, considered as one of the best in the world in his technique and the Carlos Gomes Theater - with characteristics of Theater of Opera, that sheltered countless companies of Opera that for here they frequently came.
Italian - that came to work in the farming coffee, replacing the slave hand.
English - they brought hundreds of utensils and they built the railroads that drained the crop of the coffee. São Simão had 4 different railways.
Besides these, our city also received North American, Lebanese, Portuguese, French and Japanese people.
São Simão it is also known by it being originated the Proclamation of the Republic, because on January 31, 1.888, São Simão's City hall, proposed the extinction of the monarchy and it annulled the formation of the 3rd empire.
São Simão had three epidemics of yellow fever in 1.896 / 1.898/1.902 and for a variola epidemic in 1.887. That coming, did with that the farm headquarters and the small village of colonists, received a larger amount of residents in all around the city that did with that small village that became Chapels later appeared.
São Simão had a lot of pride, in could have given life to cities of our area: Cravinhos, Santa Rosa de Viterbo, Serrana, Sertãozinho, Ribeirão Preto, Pontal, Dumond, Guatapará, Serra Azul, Barrinha, Santa Rita do Passa Quatro, Luiz Antônio.
São Simão has previous history to the 18th century, we have in the collection of the Historical Museum and Cultural from São simão, administered by the Cultural Foundation, fossils that affirm the existence of primitive that inhabited this area there are about 2.000 years.
This collection was considered by Jacques Techié - one of the largest authorities in archaeology in the world, of the university of Dantérre in France, as the best of Latin America, because it possesses workmanships of the eras of the Chipped Stone, Polished Stone and of the Ceramic, all found in our city and that cause enormous interest between specialists and students, that frequently visit the city.

Voltar/Back